SET diz que “vamos ouvir falar muito em breve” do Hotel Turismo da Guarda

Por a 21 de Maio de 2024 as 11:28
Hotel de Turismo da Guarda

O secretário de Estado do Turismo, Pedro Machado, declarou que o dossier sobre o futuro do Hotel Turismo da Guarda, devoluto desde 2012 “está na pasta de transição” e garantiu que “é seguramente um dos temas que vamos ouvir falar muito em breve”.

Pedro Machado, que fez estas declarações ao jornal “O Interior”, durante a visita à feira medieval de Marialva (Mêda), na sexta-feira, não quis adiantar mais pormenores ou novidades, mas garantiu que “o propósito” dos próximos tempos é “cumprir o que está contratado” entre o Turismo de Portugal e o grupo Pestana.

Conforme recorda aquele órgão de comunicação social, o Hotel Turismo da Guarda, edifício projetado por Vasco Regaleira na década de 30 do século passado, está fechado desde 2012 e dois anos antes tinha sido vendido pela Câmara, então liderada por Joaquim Valente, ao Turismo de Portugal por 3,5 milhões de euros. Em 2017, o imóvel foi um dos primeiros edifícios a integrar o Programa REVIVE, que pretendia salvaguardar e valorizar o património público com valor patrimonial.

Contudo, cinco anos depois, em outubro de 2022, o Hotel Turismo acabou por ser retirado do referido programa por falta de interessados e no mês seguinte surgiu outra solução: a sua inclusão na rede de Pousadas de Portugal. Em janeiro de 2023, o então ministro da Economia, António Costa e Silva, confirmou e anunciou a concessão do edifício à ENATUR – concessionária das Pousadas de Portugal, detida pelo Turismo de Portugal e pelo Grupo Pestana Pousadas. Um ano depois, pouco mais se avançou no processo do edifício emblemático da Guarda.

Entretanto, avança “O Interior”, o presidente da Câmara da Guarda, Sérgio Costa, tem criticado que o edifício “continue no mesmo ponto, ou pior, porque está a degradar-se” e, em janeiro deste ano, acrescentou que “ficámos a saber que o projeto não está feito, que os concursos não estão feitos e não sabemos sequer se a obra iniciará em 2024”, pelo que a abertura do Hotel Turismo da Guarda prevista para 2025 “não deverá acontecer”.

A memória descritiva do Hotel Turismo entregue pela ENATUR prevê transformar a unidade hoteleira num edifício de quatro estrelas, com 77 quartos, a integrar na rede de Pousadas de Portugal, num investimento previsto de 8 milhões de euros.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *