AHRESP pede medidas efetivas de mitigação dos custos de energia para o turismo

Por a 22 de Abril de 2022 as 14:52

No seguimento dos apoios anunciados pelo Governo a empresas industriais, agrícolas e de distribuição, relativamente à subida dos custos de energia como eletricidade, gás e combustível, a AHRESP “relembra” que as empresas de turismo também estão a ser afetadas pelo aumento, pelo que exige “medidas específicas e de efeito imediato”.

Em comunicado enviado à imprensa, a associação afirma que as “as empresas do turismo estão a ser apanhadas por este aumento exponencial dos custos operacionais, consequência da subida dos custos energéticos e dos bens alimentares”.

A AHRESP relembra ainda que o setor está a tentar “reerguer-se, lentamente, após dois anos de severos prejuízos”, no entanto, “os efeitos diretos e indiretos da escalada de preços não estão a permitir que as empresas consigam reequilibrar-se financeiramente”.

“[É] necessário que o Governo adote medidas específicas e de efeito imediato para atenuar o impacto da inflação nestes setores ainda muito fragilizados, nomeadamente através da redução dos encargos fiscais”, defende a associação.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *