Accor perde quase 2 mil milhões de euros em 2020 e prepara plano de vacinação

Por a 24 de Fevereiro de 2021 as 14:59

A Accor  Hotels registou perdas de 1,998 milhões de euros em 2020. Os resultados são fruto das consequências da pandemia da COVID-19 que ditaram o encerramento das unidades do grupo, em diversos países, durante vários meses bem como os fechos de fronteiras.

No ano anterior, o grupo hoteleiro francês tinha registado um saldo positivo de 468 milhões de euros no cômputo geral dos seus 5100 hotéis, conforme apresentou esta quarta-feira a cadeia hoteleira, citada pela imprensa internacional.

O grupo está também a preparar um plano de vacinação para os seus colaboradores e encontra-se, atualmente, em negociações com diversas farmacêuticas, de acordo com o Financial Times.

A garantia foi dada pelo diretor-executivo, Sébastien Bazin que admitiu não querer perder mais tempo e avançar com a compra de forma autónoma das vacinas, fora dos planos governamentais. “Não vamos esperar pelo governo, Vamos comprar as nossas próprias vacinas, se conseguirmos” explicou adiantando, contudo, que o grupo não quer passar à frente dos programas estatais nem retirar vacinas aos grupos prioritários.

Recorde-se que a Accor Hotels soma atulmente 38 hotéis em Portugal sob as marcas Ibis, Ibis Budget, Ibis Styles, Mercure, Novotel e Sofitel. Até ao final do ano o grupo francês irá estrear uma nova insígnia: a Mama Shelter. É em Lisboa que irá nascer o primeiro hotel do grupo em solo nacional dedicado ao target millennial, num investimento de 48 milhões de euros.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *